A brincadeira de “assoprar canudinho” pelo mundo.

 

AaaLooo vocês Guerreiros do Sopro!

 

 

 

Bem, na verdade, nada ainda mudou.

Aqui no Brasil a pratica e a arte de “assoprar canudinho” está se perdendo.

Já a bastante tempo não publico nada de novo, até porque às vezes a gente se desmotiva; às vezes nossa atenção é desviada para outros interesses e outras vezes, a gente morre um pouquinho. Mas, “o bom filho à casa torna”.

E, ainda sem o ímpeto de querer disseminar essa atividade, essa arte e cultura, volto a publicar e apresentar algumas constatações, ainda que, mais essa vez,  seja por simples satisfação pessoal.

Existe nesse blog uma postagem referente ao assunto “Zarabatana vira moda entre aposentados japoneses” e que, em nenhum momento posterior a essa publicação explorei as suas possibilidades.

Bendito Google

Entretanto, nas minhas andanças pelo mundo (de forma virtual é claro – bendito google), fui encontrando muitos países que encaram a zarabatana da mesma forma como eu gostaria que ela fosse encarada aqui no Brasil, isto é, não só como um brinquedo, mas também como um ótimo equipamento para a pratica de Tiro Esportivo, atividade essa que inclusive, conta com várias associações que regem este esporte pelo mundo.

 

Tanto é verdade que declaro neste artigo que, se um dia eu resolver fazer o GdS aparecer para a mídia, vou me empenhar para que nos tornarmos a 1ª Federação de Zarabatana do Brasil (FEZABRA), associados a IFA – International Fukiyado Association que é o principal órgão que regula e determina as regras e os padrões para as diversas associações filiadas pelo mundo. Se o GdS não for a 1ª federação de tiro esportivo com zarabatanas no Brasil, pelo menos será uma delas.

Não, longe de mim me envolver nesse momento com tais responsabilidades e deveres. Nem sequer imagino como startar  procedimentos para tanto.

Se, um dia eu for levar mais a sério este projeto para o qual já visualizei uma infinidade de oportunidades de negócio, com a possibilidade de empregar muita gente e mais ainda, entreter uma população que hoje não tem recursos financeiros para dispor de brinquedos tão divertidos como os Lançadores de Dardos Nerf, terei de percorrer um caminho que não terá mais volta e me consumirá todo o tempo e dinheiro que hoje eu não tenho.

 

Mas, voltando ao motivo que me levou a fazer essa postagem, eu gostaria que vocês soubessem que a arte de “assoprar canudinho”, na sua essência, isto é, um tubo liso e limpo e canudinhos de papel como dardos é amplamente utilizada em diversos países e neles, com maior ou menor envolvimento de crianças.

 

São diversos os países que denominam a zarabatana como blowgun além dos Estados Unidos e, a usam principalmente de forma mais esportiva e profissional, com  equipamentos de alto nível e dardos com pontas metálicas finas e compridas.

São facilmente encontradas nas lojas de artigos esportivos, inclusive no Brasil e nem são tão caras assim

 

 

Já nos países sul americanos a zarabatana com tubo e setas feitas basicamente de bambus foram por muito tempo usadas pelos índios como itens essenciais a subsistência e hoje, cada vez mais, são vendidas como peças de decoração para turistas, e usadas como parte de eventos, comemorações e torneios.

 

Sim, já respondendo a provável questão, a zarabatana é sim considerada ilegal e proibida em alguns países bem como também é ilegal em alguns estados americanos. São eles: Guatemala, Reino Unido, República da Irlanda, Canadá, Austrália e, nos estados americanos de Califórnia, Massachusetts e no Distrito de Columbia (Whashington, DC), conforme fonte https://pt.qwe.wiki/wiki/Blowgun#Legality

Porém, em todo o resto do mundo onde ela pode ser utilizada normalmente, não há sequer limitação ou restrição de idade. Isso vale para o Brasil onde a zarabatana assim como o arco e flecha, são encontrados em lojas de artigos esportivos.

Assim sendo, eu gostaria de relacionar e tornar conhecido a quem tiver interesse, alguns países que praticam a arte de assoprar canudinho e, principalmente, destacar aqueles onde existe bastante envolvimento infantil, inclusive com a sua participação em  torneios e eventos.

    No Brasil

 

 

 

 

 

O Japão é o principal dessa listagem pois é onde está a principal Federação reguladora desse esporte de Tiro Esportivo na qual diversos países são filiados seguindo as suas regras e procedimentos.

No Japão a zarabatana é chamada de fukiya e os dardos de Ya e sua pratica e treinamento começam desde a infância e seguem até a maior idade, sendo muito difundida pelos seus efeitos fisioterapêuticos e muito praticada pelos mais velhos (e aposentados) que participam de diversas competições escalando níveis com graus de dificuldade cada vez maiores. Não bastasse o apoio a esse esporte, ainda existe todo um  folclore pelo fato de que a fukiya era uma das armas/ferramentas utilizadas pelos ninja na realização de suas missões de assassinato e retaliação.

São filiados a IFA do Japão associações nacionais nos Estados Unidos, França, Alemanha e Filipinas.

Entretanto, foi a principio nos Estados Unidos e agora mais recentemente na Itália e na Holanda, que vi sendo aplicadas a essência dessa atividade de formas inocentes e divertidas pelas e para as crianças.

Nos Estados Unidos encontramos diversas variações que representam aquilo que eu considero as mais divertidas e inofensivas formas de “assoprar canudinho”, variações essas que eu gostaria muito de ver serem assimiladas aqui no Brasil.

Essas variações são as custom blowguns (zarabatanas customizadas) e são muito disseminadas na cultura americana pois são facílimas de fazer, normavelmente feitas em casa, embora também sejam encontradas em lojas e, não tem restrição de uso pelas crianças pois graças ao projéteis utilizados, esses equipamentos são totalmente inofensivos. São chamadas genericamente de Marshmallow Blowguns e Nerf Blowguns. (traduzindo: zarabatanas marshmellow e zarabatanas nerf).

 

O maior perigo que se pode esperar ao utilizar esses equipamentos dentro de casa é a meleca que poderá acontecer com as zarabatanas de marshmallow.

São principalmente as zarabatanas nerf e as zarabatanas marshmallow que me inspiraram na criação de meus projetos de zarabatanas customizadas, que são a arte que eu gostaria de disseminar no Brasil e que eu chamo de “Lançadores de Sopro” e que vem somar a tantas outros pelo mundo produzindo a “(r)Evolução da Zarabatana”.  E foi para apresentar essa (R)evolução da Zarabatana que criei o Guerreiros do Sopro (site, canal e insta)

 

 

 

Na Espanha, Argentina também chamadas de Cerbatana, não vi muitos exemplos de Lançadores de Sopro como o mostrado na foto. Basicamente só as zarabatanas comuns com alguns enfeites e os canudinhos de papel, sendo e sua técnica de construção repassada às crianças por instrutores de oficinas.

 

 

 

Principalmente na Itália encontrei atividades, oficinas e eventos  que reúnem a criançada para ensinar como fazer uma “Cerbottana” customizada e a sua utilização em torneios de tiro usando os canudinhos de papel em zarabatanas feitas por elas mesmas.

 

Na França, por conta desse site da federação de lá, “France Sarbacane Sportive Amateurs – Site National du Tir à la Sarbacane Sportive” pude observar e mostro abaixo que varias países tem federação embora sem representatividade na internet e, em vários deles as crianças tem participação intensa nessa atividade.

 

Na Alemanha pude perceber que existem varias associações com grande participação não só infantil mas de todas as idades, bem como é largamente utilizada pelos deficientes de várias naturezas ou como orientação fisioterapêutica ou pela facilidade e benefícios que esse esporte propicia.

Como eu esperava, é um povo sério e dedicado e talvez por isso não encontrei nenhum artigo ou tutorial mostrando qualquer tipo de zarabatana customizada ou utilizando dardos nerf. Não encontrei nenhuma foto nem mesmo de zarabatanas caseiras usando canudinhos de papel.

 

Mas me surpreendi quanto a Holanda onde os dardos são principalmente canudinhos de papel e, as crianças são incentivadas a fabricarem seus próprios lançadores de sopro (Blowing Launcher). Lá, as zarabatanas são conhecidas como “blaaspijp”

Fantástica também é a iniciativa de uma rapaziada da Holanda que comercializa um modelo de zarabatana nerf que é um show, como podem constatar abaixo.

Quem acompanha esse blog já conhece a definição de Lançador de Sopro (Blowing Launcher) que foi inventada por mim para uso pelos Guerreiros do Sopro. Mas em resumo; Lançador de Sopro são zarabatanas customizadas que utilizam dardos inofensivos.

E é isso que encontrei na Holanda, não só crianças construindo seus próprios lançadores de sopro, como também fabricantes de “Lançadores de Sopro” que disparam dardos nerf.

É isso o que eu busco incentivar e disseminar aqui no Brasil. Resgatar uma brincadeira de criança de forma lúdica e inofensiva e ainda sugerindo a renovação da zarabatana.

Enfim, eu queria mostrar que no mundo existem sim restrições quanto ao uso da zarabatana e em alguns lugares são proibidas e consideradas ilegais mas, na maioria dos outros lugares do mundo não existem restrições nem mesmo em relação a idade, embora em alguns seu uso é mais lúdico que em outros.

Nas aldeias indígenas e/ou de outros povos pelo mundo, as crianças utilizam o equipamento até como brinquedo, mas o fato é que estão treinando suas habilidades para facilitar no futuro a sua subsistência ou a manutenção de suas tradições.

 

Aqui no Brasil o meu objetivo é incentivar a brincadeira de assoprar canudinho, mas utilizando apenas dardos inofensivos, principalmente o dardo nerf.

Como plus, elevar o praticante dessa arte à categoria de Guerreiro do Sopro e incentivar torneios e disputas, além das adrenalizantes ZARABATALHAS (torneios coletivos que usam zarabatanas nerf), porém envolvendo não só zarabatanas nerf e Lançadores de Sopro, mas também permitindo que crianças com menor poder aquisitivo, possam disputar e se misturar às crianças que usam seus caros Lançadores de Dardos Nerf.

E lanço um desafio!

Um dos desafios do Guerreiro do Sopro é atingir a categoria de “Mestre das Armas” o que só ocorre quando ele construir o seu próprio Lançador de Sopro (Blowing Launcher) e, o desafio é:
Você é capaz de construir um Lançador de Sopro (Blowing Launcher)?
Pode ser qualquer um dos já existentes e apresentados neste blog, ou quem sabe algum projeto totalmente novo e revolucionário (como eu considero os meus).

 

Nesse blog GdS destaco todas as atividades relacionadas que encontro pelo mundo, mas principalmente todos os projetos dos demais Guerreiros do Sopro, alguns deles hoje sendo fabricados com peças projetadas e produzidas em impressoras 3D.

Se você já brincou de “assoprar canudinho” e é pai ou avô como eu, repasse essa cultura para as próximas gerações, mas procure fugir dos tutoriais do Youtube que anunciam algo parecido com “Como fazer uma zarabatana”, entretanto dão a maior enfase a fazer o dardo com ponta metálica.
Vários vídeos com crianças/adultos “youtubers” que mal sabem falar, infelizmente ensinam, e de forma muito mal feita, a fazer o dardo com ponta metálica que pode ser até letal se mal utilizado.

 

Acho muito engraçado que, principalmente nos Estados Unidos, alguns apresentam os seu projetos de dardos com ponta de metal, colocando como motivo a “sobrevivência”, o que eu até aceito. Porém não para se defenderem do futuro Apocalipse Zumbi que um dia virá (Virá?).
Ah, que é isso??? Todos sabem que para parar um zumbi é necessário uma boa bala na cabeça ou uma 12 no peito hehehe.
Nem pensar que uma zarabatana/blowgun, com dardos, mesmo de metal, vai parar um monstro desses. Nem mesmo se você furar os olhos do bichinho ele vai parar. Imagine!!!!   😉

 

Zarabatana e dardos com ponta metálica; qual é o pai ou mãe que vai incentivar seu filho a usar um “brinquedo” desses?

Mas isso vai mudar, a cultura e arte de “assoprar canudinho”, que sempre foi acompanhada pelo respeito ao próximo ficou agora muito mais inocente e divertida graças a disponibilidade de dardos inofensivos, principalmente os dardos nerf. Também podem ser usadas as bolinhas de tinta, as bolinhas de gel, até mesmo bolas de ping-pongue, sem desmerecer ainda os canudinhos de papel que serão utilizados apenas em torneios e em alvos específicos para a pratica de Tiro ao Alvo.

 

 

Bom divertimento!

 

Fontes: Youtube, Instagram, Wiki, Blogs diversos pelo mundo.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s